segunda-feira, 18 de abril de 2016

A Bíblia foi mal interpretada por todos!

Para muitos cristãos adoradores e adoradoras da bíblia, que eu conheça não a leram, ou pelo menos não as partes que eu aqui vou mostrar....
Existem muitas mães e filhas que sofrem devido aos homens, no Paquistão na arábia saudita na Índia e.t.c
Todas as suas regras como apedrejar as mulheres até a morte, ou que as mulheres não podem estudar ou ensinar estão na bíblia! As pessoas que ligam mais ao que os homens machistas do clero e da igreja dizem
 criam uma sociedade tão maldosa quanto algumas que ainda existem, aliás até foram os homens que  crucificaram Jesus que escreveram a bíblia (mas mais tarde) e inventaram coisas em nome dele!
Agora vou seleccionar algumas frases da Bíblia do Velho e do novo testamento, que comprovam o que digo:

                                                       VELHO TESTAMENTO 
                                                     

Gênesis3:16 - E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.

Levítico12:2-8 - Fala aos filhos de Israel, dizendo: Se uma mulher conceber e der à luz um menino, será imunda sete dias, assim como nos dias da separação da sua enfermidade, será imunda. E no dia oitavo se circuncidará ao menino a carne do seu prepúcio. Depois ficará ela trinta e três dias no sangue da sua purificação; nenhuma coisa santa tocará e não entrará no santuário até que se cumpram os dias da sua purificação. Mas, se der à luz uma menina será imunda duas semanas, como na sua separação; depois ficará sessenta e seis dias no sangue da sua purificação. E, quando forem cumpridos os dias da sua purificação por filho ou por filha, trará um cordeiro de um ano por holocausto, e um pombinho ou uma rola para expiação do pecado, diante da porta da tenda da congregação, ao sacerdote. O qual o oferecerá perante o SENHOR, e por ela fará propiciação; e será limpa do fluxo do seu sangue; esta é a lei da que der à luz menino ou menina. Mas, se em sua mão não houver recursos para um cordeiro, então tomará duas rolas, ou dois pombinhos, um para o holocausto e outro para a propiciação do pecado; assim o sacerdote por ela fará expiação, e será limpa.



Números5:20-27 - Mas, se te apartaste de teu marido, e te contaminaste, e algum homem, fora de teu marido, se deitou contigo, Então o sacerdote fará jurar à mulher com o juramento da maldição; e o sacerdote dirá à mulher: O SENHOR te ponha por maldição e por praga no meio do teu povo, fazendo-te o SENHOR consumir a tua coxa e inchar o teu ventre. E esta água amaldiçoante entre nas tuas entranhas, para te fazer inchar o ventre, e te fazer consumir a coxa. Então a mulher dirá: Amém, Amém. Depois o sacerdote escreverá estas mesmas maldições num livro, e com a água amarga as apagará. E a água amarga, amaldiçoante, dará a beber à mulher, e a água amaldiçoante entrará nela para amargurar. E o sacerdote tomará a oferta por ciúmes da mão da mulher, e moverá a oferta perante o SENHOR; e a oferecerá sobre o altar. Também o sacerdote tomará um punhado da oferta memorativa, e sobre o altar a queimará; e depois dará a beber a água à mulher. E, havendo-lhe dado a beber aquela água, será que, se ela se tiver contaminado, e contra seu marido tiver transgredido, a água amaldiçoante entrará nela para amargura, e o seu ventre se inchará, e consumirá a sua coxa; e aquela mulher será por maldição no meio do seu povo.


Deuteronômio22:13-15 - Quando um homem tomar mulher e, depois de coabitar com ela, a desprezar, E lhe imputar coisas escandalosas, e contra ela divulgar má fama, dizendo: Tomei esta mulher, e me cheguei a ela, porém não a achei virgem; Então o pai da moça e sua mãe tomarão os sinais da virgindade da moça, e levá-los-ão aos anciãos da cidade, à porta;


Deuteronômio22:20-21 - Porém se isto for verdadeiro, isto é, que a virgindade não se achou na moça, Então levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão, até que morra; pois fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai; assim tirarás o mal do meio de ti.


Eclesiastes7:26 - E eu achei uma coisa mais amarga do que a morte, a mulher cujo coração são redes e laços, e cujas mãos são ataduras; quem for bom diante de Deus escapará dela, mas o pecador virá a ser preso por ela.


Eclesiástico42:14 - Um homem mau vale mais que uma mulher que (vos) faz bem, mas que se torna causa de vergonha e de confusão.


         

                                                     NOVO TESTAMENTO 

1Coríntios11:7-9 - O homem não deve cobrir a cabeça, visto que ele é imagem e glória de Deus; mas a mulher é glória do homem. Pois o homem não se originou da mulher, mas a mulher do homem; além disso, o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem.


1Coríntios14:34-35 - Permaneçam as mulheres em silêncio nas igrejas, pois não lhes é permitido falar; antes permaneçam em submissão, como diz a lei. Se quiserem aprender alguma coisa, que perguntem a seus maridos em casa; pois é vergonhoso uma mulher falar na igreja.


Efésios5:22-24 - Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.


Colossenses3:18 - Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como convém a quem está no Senhor.


1Timóteo2:11-13 - A mulher deve aprender em silêncio, com toda a sujeição. Não permito que a mulher ensine, nem que tenha autoridade sobre o homem. Esteja, porém, em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, e depois Eva.


1Timóteo2:14 - E Adão não foi enganado, mas sim a mulher, que, tendo sido enganada, tornou-se transgressora. (Primeiro foram os homens culpam as mulheres pelo Diabo algo que eles inventaram na época do matriarcado (clique aqui para saber mais) )


2Timóteo3:6-7 - São estes os que se introduzem pelas casas e conquistam mulherzinhas sobrecarregadas de pecados, as quais se deixam levar por toda espécie de desejos. Elas estão sempre aprendendo, mas não conseguem nunca de chegar ao conhecimento da verdade.


Apocalipse 14:4 - Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro.



Tales de Mileto ia além e dizia:

"Agradece a Deus três coisas: primeira, haver-te feito homem e não animal; segunda, haver-te feito homem e não mulher; terceira, haver-te feito grego e não estrangeiro”

 Isso era o que era ensinado pelos maiores intelectuais da época, aqueles cujos discursos eram tomados como a expressão máxima da sabedoria e da verdade. Nem o grande Platão escapou disso.

Na Índia, além do infanticídio, as viúvas eram queimadas nas puras dos funerais dos seus maridos, numa prática muito comum até poucas décadas, conhecida como sati. Os hindus criam que a mulher tinha que seguir o marido até a morte, e que se este marido morresse ela deveria ser queimada em honra ao marido falecido. Prática semelhante era comum também na África, onde as esposas e concubinas do chefe da tribo eram mortas quando o marido morria.

Todos os códigos legais no Oriente Médio antigo serviam para tratar a mulher como uma possessão do homem. As leis de Lipit-Ishtar, da Baixa Mesopotâmia (1930 a.C), admitiam como certa a prática de se envolver em adultério com escravas e prostitutas. Na lei hitita (16500 a.C), um pai e um filho poderiam tranquilamente ter relações com a mesma escrava ou prostituta, que isso não era considerado errado. Essa mesma lei permitia até mesmo a zoofilia: “Se um homem tem relações sexuais com um cavalo ou uma mula, isso não é ofensa”. Tanto a mulher quanto os animais eram vistos como uma mercadoria ou um pedaço de carne para se fazer sexo.

Em vários países da África, uma prática comum que perdura até hoje é a denominada “circuncisão feminina”, que é quando meninas, em geral entre cinco e quinze anos, têm seu clitóris mutilado para que não tenham prazer sexual quando adultas. Um artigo do G1 diz que “sem aviso, as meninas são levadas pelas mães a um local ermo, onde encontram uma espécie de parteira que as espera com uma navalha. Sem qualquer anestesia ou assepsia, a mulher abre as pernas das garotas – muitas vezes, crianças de menos de dez anos – e corta a região genital, num procedimento que varia da retirada do clitóris ao corte dos grandes lábios e à infibulação”

Somali Waris Dirie, que teve seu clitóris mutilado aos cinco anos, contou: “Desmaiei muitas vezes. É impossível descrever a dor que se sente”. Um artigo da Superinteressante afirmou:

“A clitoridectomia, como é chamada, é um ritual de passagem, ou iniciação, praticado na África, Oriente Médio e sudeste asiático há dois mil anos. O objetivo é evitar que a mulher tenha prazer sexual. As vítimas em geral são bem jovens – entre uma semana e 14 anos – e os tipos de extirpação variam. Pode ser retirado desde uma parte do clitóris até os pequenos lábios da vagina. As operações são seguidas de muita dor e sangramento. Como são feitas em condições precaríssimas de higiene, com tesouras, facas e navalhas, o número de infecções é muito grande e boa parte das mulheres operadas torna-se estéril. Está provado também que a prática não traz nenhum benefício para o organismo feminino”

Em quase todos os países árabes a mulher não pode viajar sozinha. Ela tem que viajar com o marido ou com um irmão, como se fosse uma mochila. Já houve vários casos onde uma mulher muçulmana saiu sozinha de casa, desacompanhada de um homem, e foi condenada à morte. A revista Notícias Magazine, em 21 de Outubro de 2001, elencou 33 restrições em relação à mulher no Afeganistão, sendo elas:

• É absolutamente proibido às mulheres qualquer tipo de trabalho fora de casa, incluindo professoras, médicas, enfermeiras, engenheiras, etc.

• É proibido às mulheres andar nas ruas sem a companhia de um mahram (pai, irmão ou marido).

• É proibido falar com vendedores homens.

• É proibido ser tratada por médicos homens, mesmo que em risco de vida.

• É proibido o estudo em escolas, universidades ou qualquer outra instituição educacional.

• É obrigatório o uso do véu completo (“burca”) que cobre a mulher dos pés à cabeça.

• É permitido chicotear, bater ou agredir verbalmente as mulheres que não usarem as roupas adequadas (“burca”) ou que desobedeçam a uma ordem talibã.

• É permitido chicotear mulheres em público se não estiverem com os calcanhares cobertos.

• É permitido atirar pedras publicamente em mulheres que tenham tido sexo fora do casamento, ou que sejam suspeitas de tal.

• É proibido qualquer tipo de maquiagem (foram cortados os dedos de muitas mulheres por pintarem as unhas).

• É proibido falar ou apertar as mãos de estranhos.

• É proibido à mulher rir alto (nenhum estranho pode sequer ouvir a voz da mulher).

• É proibido usar saltos altos que possam produzir sons enquanto andam, já que é proibido a qualquer homem ouvir os passos de uma mulher.

• A mulher não pode usar táxi sem a companhia de um mahram.

• É proibida a presença de mulheres em rádios, televisão ou qualquer outro meio de comunicação.

• É proibido às mulheres qualquer tipo de desporto ou mesmo entrar em clubes e locais desportivos.

• É proibido andar de bicicleta ou motocicleta, mesmo com seus maharams.

• É proibido o uso de roupas que sejam coloridas, ou seja, “que tenham cores sexualmente atraentes”.

• Os transportes públicos são divididos em dois tipos, para homens e mulheres. Os dois não podem viajar no mesmo.

• É proibida a participação de mulheres em festividades.

• É proibido o uso de calças compridas mesmo debaixo do véu.

• As mulheres estão proibidas de lavar roupas nos rios ou locais públicos.

• As mulheres não se podem deixar fotografar ou filmar.

• Todos os lugares com a palavra “mulher” devem ser mudados, por exemplo: o Jardim da Mulher deve passar a chamar Jardim da Primavera.

• Fotografias de mulheres não podem ser impressas em jornais, livros ou revistas ou penduradas em casas e lojas.

• As mulheres são proibidas de aparecer nas varandas das suas casas.

• O testemunho de uma mulher vale metade do testemunho masculino.

• Todas as janelas devem ser pintadas de modo a que as mulheres não sejam vistas dentro de casa por quem estiver fora.

• É proibido às mulheres cantar.

• É proibido ouvir música.

• Os alfaiates são proibidos de costurar roupas para mulheres.

• É completamente proibido assistir a filmes, televisão ou vídeo.

• As mulheres são proibidas de usar as casas-de-banho públicas (a maioria não as tem em casa).

Por hoje é tudo, espero que vos tenha aberto a mente! 


Sem comentários:

Enviar um comentário